28 de outubro de 2009

A única certeza


Enquanto ela dormia, ele acordará. Era ainda madrugada e se não fosse tão importante, ele também estaria dormindo uma hora dessas. Qualquer hora que fosse ele estaria dormindo se ela estivesse também. Qualquer coisa pra ficar ao lado dela, mesmo que por alguns segundos.
Antes de sair, ele olhou-a por algum tempo.. Meu Deus! Como ela era LINDA :}
E estava com ele, dando todo o carinho e o amor que ele jamais sonhou receber e ela já fez tanta coisa por ele que era digno fazer alguma coisa por ela.
Deu-lhe um beijo e saiu apressado, no meio do corredor lembrou que ainda estava de pijamas. Como ele era atrapalhado.. era isso que sempre a fazia gargalhar.

Voltou, se trocou, pegou a carteira e saiu. Andou pela cidade, olhando as lojas ainda abrindo..as ruas ainda acordando.
Entrou em algumas lojas, mas nada parecia suficiente. Até que encontrou um presente talvez que ela gostasse.. tanto tempo e ele ainda ficava nervoso em relação ao que comprar.
Pegou um urso de pelúcia (como ela era fascinada por isso, desde que se conheceram e ele nunca dera um desses à ela. alegando que era de criança. Pff), passou em frente à um pet shop e viu aqueles cachorrinhos com carinha de triste e lembrou do que ela sempre lhe dizia: - É realmente uma dó ver essas pessoas sem coração passarem por esses animaizinhos e não se sensibilizarem. - Ele não pensou duas vezes, foi lá e pegou o cachorrinho mais feinho da loja, sabia que ela ia preferir aquele.
Passou perto de uma loja de jóias e torceu o nariz pro preço e sabia que ela não ia dar pulos de alegria como daria quando visse o cachorrinho, mas mesmo assim entrou e comprou aquele anel lindo que brilhava na vitrine.
Comprou um buquê de rosas e algumas frutas e doces dos quais ela era viciada para lhe fazer um belo café da manhã na cama.
Foi pra casa ainda não era 6 da matina. Ela provavelmente estava dormindo.
Chegou, arrumou tudo e foi para o quarto. Ela estava lá como ele previu, linda e dormindo feito um anjo! Mais uma vez pensou que era um cara de sorte.
Acordou-a com a bandeja de frutas e doces e com o buquê de rosas vermelhas que ela sempre gostou. Ela acordou assustada, impressionada e surpresa. Uma mistura de sentimentos..
Perguntou à ele: - Mas amor, porque isso? Hoje não é nosso aniversário nem o meu.. Não entendo.
- Oras, hoje é o dia mais feliz da minha vida meu amor!
Ela não entendeu, mas antes de perguntar ela a interrompeu e lhe deu seu urso de pelúcia e uma coleira. Ela se emocionou com o ursinho mas não entendeu o porque da coleira.
Ele lhe explicou: - Isso é para o que vem logo mais. Antes eu quero lhe dizer que hoje é o dia mais feliz da minha vida porque eu resolvi o que quero pro meu futuro. Quero você comigo, pra sempre e se possível até depois da minha vida. Meu amor, CASE COMIGO! E sejamos felizes para sempre.
Ele estalou os dedos e o belo cachorrinho entrou, com uma caixinha de veludo pendurada da sua corrente. Os olhos dela já estavam marejados.
Ele lhe entregou o anel brilhante numa mão e na outra lhe entregou o cachorro e por fim disse:
- Esse é o começo de uma vida linda que eu sempre sonhei pra mim.
Eles se abraçaram e o mundo acabou ali, naquele momento, acabou-se em felicidade..

5 comentários:

  1. Convite!
    Visite (e siga) o mais novo blog, só para garotas, com tudo o que você precisa saber, desde a vida dos famosos até como se divertir:
    http://keepoutboy.blogspot.com/
    Beijos…

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, você escreve muito bem.

    E que bonitinho o casal, as coisas poderiam ser assim fáceis, né?

    beijões :*

    ResponderExcluir
  3. Adorei o blog, e coloquei você lá na minha lista de blogs :)

    ResponderExcluir
  4. Você escreve muito bem!
    E eu amo finais felizes *-*
    To te seguindo também ;)

    beijos ;*

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela visita!
    ameeei esse post!

    :)

    ResponderExcluir